Para ver vídeos desligue a música "Bruxelles, ma belle" lado direito.

A pequena Bélgica reune tudo que há de melhor no mundo

Não se pode dizer que aqui seja um país problemático para se viver; muito pelo contrário, os belgas são calmos, metem-se pouco com a vida alheia e talvez seja por isto que a gente sente uma certa solidão neste país. Um pequeno país. Você viaja de trem durante uma hora de Bruxelas para o litoral e chega no Mar do Norte; viaja 3 horas em sentido sul e chega na fronteira com a Suiça e França, as três fronteiras belgas, logo ali depois de Arlon. Assim, leva-se 4 horas de trem para atravessar o país na parte mais larga e leva-se duas horas e meia para atravessar o país na parte mais estreita que tem fronteira com a Holanda ao norte e com a França ao Sul.
No sudeste ficam as Ardenas, região de cultivo, fazendas, casas de campo e quando neva, ali é a região mais fria do país. Ao norte ficam as cidades de língua Nederlandesa (Flamand), ao sul as cidades de língua Francesa e na costa do Mar do Norte as praias, na maioria cidades de língua Flamand para o lado da costa da Holanda, e cidades de língua Francesa para o lado da costa Francesa.
Próximo à Bruxelas, no entorno da capital tem cidades de língua francesa como Waterloo, Nivelles, Wavre, Namur, Liége... mas a maioria das cidades no entorno são de língua Flamand, Vilvord, Halle, Louvain, Gand, Bruges... Ao norte tem a região de Limburg de fala Alemã.
Para turismo não deixe de visitar Ostende no litoral, Antuérpia, particularmente amo esta cidade, outra bonita é Bruges, mas Bruxelas, a capital, resume tudo que a Bélgica tem de melhor. Da mais alta costura à mais estravagante variedade, claro, tem que saber onde está cada ponto de comércio e você tem o melhor de tudo que existe no mundo reunido neste pequeno país.
Por Alda Inacio