Para ver vídeos desligue a música "Bruxelles, ma belle" lado direito.

A vida fora do Brasil

Uma palavra aos visitantes:
Muitas vezes nos meus posts, daqui ou do Críticas, pode parecer que eu não estou de acordo com vinda de brasileiros para o exterior e olha gente, muito pelo contrário, eu até acho que cada pessoa de cada país devia mudar de rumo uma vez na vida para aprender nova cultura longe do ninho. A única coisa que hoje nós, que estamos fora, tentamos fazer é desmitificar o paraiso que os primeiros grupos diziam ter achado, chegando de férias ao Brasil e contando mentiras sobre o que se faz, o que se ganha e como é a vida fora do Brasil.
Ainda hoje muitas pessoas vêm enganadas por outros que chegam de volta ao nosso país e dizem que aqui ganha-se uma fortuna e assim os que vêm aqui caem numa armadilha muito grande. E numa desilusão maior ainda.
Olha só gente, você tem vontade de vir? Venha! Mas venha sabendo da dureza que vai enfrentar e procure não depender de ninguém, não seguir a conversa de ninguém. Tire da cabeça que aqui vai encontrar um serviço de escritório, ou entrega de jornais como na América. Aqui é só limpeza para mulheres e construção para homens. O salário varia em torno de 10, euros a hora. Uma vaga para dormir fica em torno de 300 euros por mês e a comida 200, euros por mês. Os trabalhos que se consegue não cobrem tods as horas e isto se estende as vezes por anos e anos.
Muitos chegam aqui pensando encontrar facilidade ou bons empregos e acabam na prostituição que é cadeia na certa. Trabalho duro acha! Mas tem que falar a língua francesa, caso contrário, aprender aqui leva dois anos.
Cada um decida a sua própria vida eu estou tentando mostrar o país onde vivo mas, sem dar a você ilusão. Desculpe, mas estes são meus princípios.
Por Alda Inacio