Para ver vídeos desligue a música "Bruxelles, ma belle" lado direito.

Momento político belga (2007)

A Bélgica passa pelo momento um raro caso de falta de composição para formar o Governo. As eleições tiveram lugar em 10 de junho de 2007 mas o corpo governamental não obteve acordo para governar. Neste caso houve a eleição como de hábito ela existe, a cada 4 anos, mas o país é dividido em duas grandes partes: a Nerlandophone e a Francophone e, pela primeira vez na história da Bélgica, não sabemos quem dirigirá o país, já passados cinco meses das eleições, pois estamos em novembro.
A Bélgica é uma monarquia, e o rei Albert II não dirige diretamente e age só em casos de impasse e assuntos graves. Quem dirige é um conselho de ministros de coligação. É necessário que o primeiro ministro seja bem aceito nas duas partes, isto é, que aja um acordo de ambas as partes, Francophones e Nerlandophones, para que este primeiro ministro seja um elo de ligação e o país continue unificado.

Esta eleição de 2007 quebrou as regras antes nunca ocorridas, e estamos há 5 meses sem um governo definido. O que fez com que o antigo primeiro ministro Guy Verhofstadt fosse obrigado a prolongar seu governo, até que este tipo de crise se resolva e a Bélgica fique conhecendo seu novo primeiro ministro. Hoje, 07/11 a Bélgica passa por momentos extremamente delicados e de muita tensão.